top of page
  • Foto do escritorNilmar Silva

O que a Psicologia pode (e deve!) fazer pelas pessoas LGBTQIAP+?

É princípio fundamental do nosso Código de Ética: "o psicólogo baseará o seu trabalho no respeito e na promoção da liberdade, da dignidade, da igualdade e da integridade do ser humano, apoiado nos valores que embasam a Declaração Universal dos Direitos Humanos".

Portanto, a psicologia pode e deve promover a inclusão, e deve ser contra qualquer tipo de barbaridade que o preconceito sugere. Não há "cura gay", não há "corpos errados", não há "algo a consertar".


Há PESSOAS que, por sinal, são LGBTQIA+, e que já sofreram por demais. E onde houver sofrimento, a psicologia aí deverá atuar.




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page